Projeto Terra Forte

Com o objetivo de contribuir para a reversão e prevenção dos processos geradores da desertificação e do empobrecimento da população no semiárido brasileiro, a AS-PTA em parceria com o Polo da Borborema, Patac e AVSF, lançou em maio, em Lagoa Seca, o Projeto Terra Forte. A partir da valorização e desenvolvimento de técnicas de uso e gestão dos recursos naturais adaptadas às condições do semiárido, o Projeto Terra Forte irá beneficiar 5.500 famílias agricultoras do Território da Borborema. E espera-se que sejam disseminados aprendizados para 18.800 famílias de agricultores familiares da região e para mais de 700 organizações da agricultura familiar e da sociedade civil que integram a ASA-Brasil.

Ao propor o enfrentamento da desertificação por meio de estratégias que permitem o enfrentamento simultâneo da pobreza rural e da degradação ambiental, o Projeto Terra Forte centrará ações na formação técnica para recuperação de terras degradadas com a implementação de bosques, sistemas agroflorestais e cercas vivas. Incentivará o armazenamento de forragens com a implantação de campos de produção e unidade de beneficiamento e armazenamento de forragem. A recuperação e a gestão da fertilidade terão destaques nesse projeto. Além de um processo de formação, serão experimentadas unidades de enriquecimento de esterco e a promoção de alternativas energéticas.

Ao melhorar as condições e meios de vida dos segmentos sociais envolvidos, a ação centrará esforços na promoção da igualdade entre gêneros, na geração de renda e autonomia para as mulheres agricultoras.

O projeto Terra Forte é co-financiado pela União Europeia.

Isto foi postado em Notícias dentro de com os temas , , , e as tags , , ,
Imprimir Este ArtigoFaça um comentárioCompartilhe no Facebook

2 comentários

  1. Iraneide Dantas
    Postado 5 de agosto de 2013 às 0:53 | Permalink

    Gostei muito do seu trabalho parabéns,pode me enviar essas novidades.

  2. Joao Cambinda
    Postado 7 de junho de 2013 às 20:06 | Permalink

    Boa noite. Gostei muito do vosso trabalho gostaria muito aprender convosco. Nao sei que posso fazer.

Um trackback

  1. [...] do Cariri assessoradas pelo Patac, foi apoiada na região do Polo da Borborema, Manos Unidas e Projeto Terra Forte, da AS-PTA, que tem o objetivo de contribuir para a reversão e prevenção dos processos geradores da [...]

Postar uma resposta a Joao Cambinda Cancel reply

Seu email nunca vai ser compartilhado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login with Facebook

*
*

Você pode usar estas tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *