Agricultores da Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro realizam a primeira entrega de produtos para o PNAE

O dia 19 de setembro de 2012 ficará marcado na memória dos agricultores familiares da Zona Oeste do Rio de Janeiro. O agricultor Pedro Mesquita conseguiu firmar um contrato de venda dos seus produtos para a alimentação escolar do Colégio Estadual Prof. Teófilo Moreira, em Vargem Grande. Ainda que seja apenas um contrato, esta conquista é fruto de muita luta e perseverança, que remontam à própria existência e resistência de Pedro e de tantas outras famílias da Associação dos Agricultores Familiares de Vargem Grande (Agrovargem) que se orgulham de serem agricultores familiares numa grande metrópole brasileira.

Em uma cerimônia simbólica com a participação de Pedro, dos agricultores e agricultoras da Agrovargem, do diretor da escola, e da Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro (AARJ) por meio dos representantes da Cooperativa Cedro, Fiocruz, Rede Ecológica de Consumidores, Rede de Agricultura Urbana Carioca e AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia, foram entregues 10 quilos de abóbora, 10 quilos de banana, 10 quilos de aipim e 5 quilos de abobrinha.

O valor de contrato é de cerca de R$1.000,00 até o final do ano letivo. Pode até parecer pouco diante do que a Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro (SEEDUC) tem disponível para a Política Nacional da Alimentação Escolar (PNAE), porém, abre-se grade oportunidade para que outras famílias agricultoras do Maciço da Pedra Branca também comercializarem com as escolas públicas da rede estadual de ensino. Além disso, é um exercício da visibilidade, da valorização e da continuidade dessas famílias, dentro de uma cidade fortemente pautada pelo desenvolvimento industrial e, sobretudo, turístico.

A AARJ, por meio da Rede de Agricultura Urbana, fez um grande mutirão para providenciar a emissão de Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAP) para os agricultores do Maciço da Pedra Branca, a fim de que pudessem acessar as políticas públicas disponíveis para Agricultura Familiar, especialmente a PNAE e o Programa de Aquisição de Alimentos da Companhia Nacional de Abastecimento (PAA/Conab). Só para o PNAE, a cidade do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Estadual de Educação, possui R$15.212.736,00 para aquisição de produtos diretamente da agricultura familiar.

 

Isto foi postado em Notícias dentro de com os temas e as tags , ,
Imprimir Este ArtigoFaça um comentárioCompartilhe no Facebook

2 comentários

  1. Arli P. Santos
    Postado 2 de abril de 2015 às 0:16 | Permalink

    Me falaram de uma Cooperativa na Zona Oeste , lá pelos lados de Santa Cruz. Isso é verdadeiro?

    • adriana
      Postado 7 de abril de 2015 às 12:41 | Permalink

      Prezado Arli, a organização de agricultores familiares a que a matéria se
      refere é a AGROVARGEM, localizada em Vargem Grande, na Zona Oeste do
      município e assessorada pela AS-PTA. Para informações sobre demais
      associações, você pode entrar em contato com a Rede Carioca de Agricultura
      Urbana ou com nosso escritório (21 22538317)

Um trackback

  1. [...] FONTE: http://aspta.org.br/2012/09/agricultores-da-zona-oeste-da-cidade-do-rio-de-janeiro-realizam-a-primei… Compartilhe:FacebookGostar disso:GosteiSeja o primeiro a gostar disso. Publicado em: Agricultura familiar, AS-PTA, Organizações, Políticas públicas ← Seminário Participação da Agricultura Familiar no Fornecimento para Alimentação Escolar no Município do Rio de Janeiro Seja o primeiro a começar uma conversa [...]

Postar um comentário

Seu email nunca vai ser compartilhado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login with Facebook

*
*

Você pode usar estas tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *