Guardiões e Guardiãs das Sementes da Paixão reúnem-se em Oficina de Sementes e reafirmam compromissos de Seminário contra Transgênicos

oficina sementesComo um desdobramento do Seminário “Os transgênicos e as ameaças às sementes da paixão”, realizado nos dias 30 e 31 de outubro, cerca de 30 guardiões das sementes da paixão, jovens e adultos, reuniram-se novamente nesta quarta-feira, 19, na sede do Polo da Borborema para continuar o debate sobre as ameaças dos transgênicos para as sementes da paixão e realizar novos testes de transgenia em variedade de milho de vários BSC da região da Borborema.

As atividades do dia começaram com uma avaliação do Seminário. Os guardiões e guardiãs apontaram questões como a repercussão que o seminário teve, a participação da juventude camponesa no evento, a importância da discusão sobre os transgênicos e, consequentemente, o aprofundamento e esclarecimentos em relação ao tema.

Emanoel Dias, assessor técnico da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia, facilitou o debate sobre sementes. Trouxe didaticamente as diferenças e peculiaridades das sementes transgênicas, híbridas, varietais e terminator e tirou dúvidas sobre o tema. Os participantes da oficina solicitaram que os testes de transgenia nas sementes distribuídas pela CONAB sejam refeitos, pois no Seminário de outubro, os testes apontaram que sementes são transgênicas. José de Oliveira Luna, conhecido como seu Zé Pequeno, frisou a importância de ter a certeza e a certificação nos testes, para poder “falar com certeza contra essas sementes que estamos lutando”.

oficina sementesO momento de formação estimulou debates fervorosos, e reacendeu a vontade dos guardiões de defender suas sementes. “Momentos como esse são importantes para que nós possamos nos apoderar do discurso e argumentar porque estamos nessa luta contra os transgênicos”, avaliou Cleibson Santos, assessor técnico da AS-PTA que acompanha o trabalho da rede de viveiros do Polo da Borborema.

A partir do questionamento sobre qual o papel dos agricultores e agricultoras nesse momento pós seminário, os participantes da oficina foram levados a elencar ações práticas para que os trabalhos de preservação das sementes da paixão continuem com toda a força em suas comunidades.

Assim, entre os encaminhamentos propostos estão: reuniões e formações nos municípios do Polo da Borborema, a continuidade da realização dos testes de transgenia em todos os municípios do Polo, a circulação do panfleto contra transgênicos desenvolvido pela AS-PTA e pelo Polo, a gravação de vinhetas para serem reproduzidas nas rádios e nos programas dos STRs, além de banners e cartazes para serem fixados nos Bancos de Sementes e Sindicatos, entre outros.

SAM_4356Durante a tarde, foram feitos novos testes nas sementes trazidas pelos guardiões, afim de identificar se haviam ou não contaminação pelos transgênicos. O evento fez parte da preparação para a VI Festa Estadual das Sementes da Paixão, que acontecerá na Paraíba em 2015. A oficina conta ainda com o apoio do Projeto Sementes do Saber, que incentiva a inclusão sócio-produtiva da juventude do meio rural e tem cofinanciamento da União Europeia.

Isto foi postado em Notícias dentro de com os temas , e as tags , ,
Imprimir Este ArtigoFaça um comentárioCompartilhe no Facebook

Postar um comentário

Seu email nunca vai ser compartilhado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login with Facebook

*
*

Você pode usar estas tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *