Projeto Água nas Escolas é apresentado para gestores escolares e lideranças em Lagoa Seca-PB

Água nas escolasNo dia 17 de abril, no Centro de Eventos Maristas, em Lagoa Seca, foram assinados os termos de compromisso referentes ao Projeto Água nas Escolas. O projeto construirá 5 mil cisternas para escolas da zona rural do Semiárido e será desenvolvido em 8 cidades do território da Borborema.

Antes do ato de assinatura, foi realizado um debate sobre educação contextualizada a partir da apresentação dos trabalhos que vêm sendo desenvolvidos pelos movimentos sociais ligados a agricultura familiar na Borborema. Roselita Vitor, da coordenação do Polo da Borborema, iniciou apresentando o trabalho de fortalecimento da agricultura familiar agroecológica promovido no território. Maria Leônia Soares, aprofundou o debate a partir da apresentação da Campanha de Fortalecimento da Vida na Agricultura Familiar, ressaltando a importância da Campanha no fortalecimento da identidade dos jovens e crianças do campo. Presente em 13 municípios do Polo da Borborema, o trabalho da Campanha acontece desde 2002.

Água nas Escolas – Tendo como princípio levar água de qualidade às escolas e estimular a educação contextualizada para a convivência com o Semiárido, o projeto construirá cisternas de 52 mil litros em escolas da zona rural. Na região do Polo da Borborema, os municípios contemplados pelo projeto são Massaranduba, Lagoa Seca, Remígo, Esperança, Montadas, Alagoa Grande, Algodão de Jandaíra e Casserengue.

água nas escolasComo parte do Programa, os educadores das escolas participarão de um programa de formação onde terão oportunidade de debater e aprofundar temas como segurança alimentar e nutricional, manejo dos recursos hídricos, manejo da biodiversidade, a produção agroecológica de alimentos, entre outros temas sobre a convivência com o Semiárido. O Projeto dará oportunidade para que a Campanha de Fortalecimento da Vida na Agricultura Familiar aprofunde suas temáticas, agora envolvendo também os educadores.

Nirley Lira, assessora técnica da AS-PTA, ressaltou a importância da parceria com poder público na consolidação do projeto, sobretudo no que diz respeito à política de educação. “O sucesso desse projeto só se concretizará com a parceria do poder público local. Além de fortalecer a política de educação do município, conta-se com a cessão das máquinas para escavação dos buracos das cisternas, o fornecimento da água para construção, além da garantia da participação do corpo docente e demais funcionários da escola nos processos de formação”.

água nas escolasAo final, após o ato da assinatura dos termos, gestores, educadores, lideranças e agricultores, reuniram-se ao som das cirandas cantadas por Cida, agricultora do Assentamento Caiana, em Massaranduba. O projeto Água nas Escolas é uma parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA), e é gerido na região pelo Polo da Borborema e AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia.

 

Isto foi postado em Notícias dentro de com os temas , e as tags , ,
Faça um comentárioCompartilhe no Facebook

Postar um comentário

Seu email nunca vai ser compartilhado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Login with Facebook

*
*