0 responses to “V8, N2 – As árvores na agricultura

  1. Estão de parabéns todos os envolvidos nesta edição.
    Gostaria de dizer, a propósito, que nesta semana chegou pra mim a edição anterior. Esta aí já está circulando?
    Um abraço
    Luciano

  2. É com grande prazer que deixo registrado o meus parabéns e o meu apoio para com essa revista belíssima que tanto contribui com a agricultura familiar e agroecologia.
    Votos de estima e elevada consideração, enquanto fazemos divulgar este número e aguardamos o próximo.
    Saudações a todos os agricultores ecológicos e afins.

  3. Saudações agroecológicas pela incrível edição da revista !

    Passamos por um momento em que nacionalmente se discute os rumos da legislação ambiental brasileira. As contradições são imensas, chegando a determinar uma luta de classe: AGRICULTURA FAMILIAR x AGRONEGÓCIO.

    Demonstrar por meio de publicações de alto nível como as apresentadas nesta edição da Agriculturas, trazendo à luz para o debate a viabilidade de sistemas agroecológicos mesmo em áreas sensíveis, como são as APP’s.

    Como numa disputa mitológica de Davi e Golias, a balança da “confiabilidade” econômica tendenciosamente se inclina para o agronegócio, enquanto que a agricultura familiar se depara com gerentes cheios de pompa falando sobre o que faltou ser trazido para concluir o procedimento “burro”-crático……

    Da mesma forma ocorre com as leis. E e aí então nos deparamos com outro segmento tendencioso: O Judiciário. Mas não me atrevo a discorrer sobre isso agora…. em breve, quem sabe.

    Mudar o Código Florestal, para a base social brasileira, não vai mudar nada !

    O que precisa mudar é como a informação chega às pessoas…

    Não funciona com o atual Código Florestal… não funcionará com o de Rebelo.

    Enquanto os rumos agrários do Brasil estiverem nas mesmas mãos dos escravocratas de 500 anos atrás, nada vai mudar !

    Esta na hora de Davi fazer uma REVOLUÇÃO

    Saudações agroecológicas,

    Martin Meier
    é engenheiro, militante agroecológico.
    mais um Davi por aí….
    (e cordelista).

  4. Há uma manipulação muito grande de pessoas aliadas ao mal e com grande ganância financeira, no sentido que sejam eliminadas parte da população.
    Quando alguém faz mal ao seu semelhante, na verdade está se opondo ao Senhor Deus, quem criou tudo para o bem do ser humano.
    A industria farmacêutica ganha milhões com “remédios” para tratamento de pessoas com câncer provocado muitas vezes por esse agronegociantes apegados ao mal e tambèm a classe médica que não divulga a realidade para “não alarmar a população”.

  5. Com certeza a comunidade evangélica do Brasil é contra a destriução do ser humano e estamos dispostos à lutar justa e honestamente pela agricultura saudável.
    Logo após o dilúvio, o Senhor Deus, empenhou sua palavra dizendo que não faltaria alimento na terra e por isso tenho certexa de que o agrotóxico é contra a vida humana.

  6. Gostaria de parabenizar a todos os responsáveis pela edição da revesta Agriculturas moro em Sousa na Paraiba e faço graduação em tecnologia da Agroecologia e essa revista tem nos enriquecido bastante trazendo muitas informações sobre a Agroecologia que é uma ciência apaixonante principalmente por dar o devido respeito ao meio ambiente as pessoas e a vida de uma maneira em geral

Deixe uma resposta para anderson Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 9 =