Arquivos da tag: frs

Rede de Fundos Rotativos Solidários da Articulação do Semiárido Paraibano conhece experiências no Médio Sertão da Paraíba

WhatsApp Image 2017-10-24 at 19.54.16

A Rede de Fundos Rotativos Solidários da Paraíba, dentro da sua proposta de realizar encontros itinerantes, esteve reunida nos dias 23 e 24 de outubro, segunda e terça-feira, no município de Maturéia, Médio Sertão da Paraíba, na Área Experimental do Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS, entidade que compõe a ASA Paraíba. …

Postado em Notícias | dentro de com os temas e as tags , , Comentar

Cordel do Fundo Solidário

No semiárido brasileiro, as famílias agricultoras desenvolveram uma importante forma de organização social do trabalho agrícola baseada nas relações de reciprocidade e solidariedade, mobilizando membros de várias famílias: vizinhos, parentes, compadres ou até mesmo o conjunto de toda a comunidade. Esse modo de vida se traduz em práticas espontâneas, muitas vezes voltadas para o compartilhamento de alimentos, sementes, água e outros recursos materiais ou simbólicos para apoiar uma jovem família ou aquela mais necessitada. Ou, ainda, as relações de ajuda mútua são realizadas para a promoção de melhorias das condições de vida de toda a coletividade.

Foi resgatando e reforçando essa cultura de partilha e da economia da solidariedade que as dinâmicas que compõem a Articulação do Semiárido Paraibano (ASA-PB) vêm disseminando novas práticas de cooperação e ajuda mútua, baseadas em construções comunitárias mais estruturadas de crédito para aquisição de bens, os Fundos Rotativos Solidários (FRS). Para a ASA-PB, os FRS constituem uma importante ferramenta de democratização das inovações técnicas e organizativas justamente por se apoiarem nos laços sociais e na lógica de partilha presente nas comunidades rurais.

Como num folheto de cordel, agricultores e agricultoras contam como os fundos rotativos foram se tornando um meio para o fortalecimento dos processos de desenvolvimento comunitário, um suporte ao financiamento da transição agroecológica das unidades familiares de produção. E mais, contam como os fundos solidários têm se mostrado um instrumento pedagógico poderoso que permite o aprendizado do exercício da cidadania.

Assista ao vídeo:

Leia a cartilha:

No semiárido brasileiro, as famílias agricultoras desenvolveram uma importante forma de organização social do trabalho agrícola baseada nas relações de reciprocidade e solidariedade, mobilizando membros de várias famílias: vizinhos, parentes, compadres ou até mesmo o conjunto de toda a comunidade. Esse modo de vida se traduz em práticas espontâneas, muitas vezes voltadas para o compartilhamento de alimentos, sementes, água e outros recursos materiais ou simbólicos para apoiar uma jovem família ou aquela mais necessitada. Ou, ainda, as relações de ajuda mútua são realizadas para a promoção de melhorias das condições de vida de toda a coletividade.

 

Foi resgatando e reforçando essa cultura de partilha e da economia da solidariedade que as dinâmicas que compõem a Articulação do Semiárido Paraibano (ASA-PB) vêm disseminando novas práticas de cooperação e ajuda mútua, baseadas em construções comunitárias mais estruturadas de crédito para aquisição de bens, os Fundos Rotativos Solidários (FRS). Para a ASA-PB, os FRS constituem uma importante ferramenta de democratização das inovações técnicas e organizativas justamente por se apoiarem nos laços sociais e na lógica de partilha presente nas comunidades rurais.

 

Como num folheto de cordel, agricultores e agricultoras contam como os fundos rotativos foram se tornando um meio para o fortalecimento dos processos de desenvolvimento comunitário, um suporte ao financiamento da transição agroecológica das unidades familiares de produção. E mais, contam como os fundos solidários têm se mostrado um instrumento pedagógico poderoso que permite o aprendizado do exercício da cidadania.

No semiárido brasileiro, as famílias agricultoras desenvolveram uma importante forma de organização social do trabalho agrícola baseada nas relações de reciprocidade e solidariedade, mobilizando membros de várias famílias: vizinhos, parentes, compadres ou até mesmo o conjunto de toda a comunidade. Esse modo de vida se traduz em práticas espontâneas, muitas vezes voltadas para o compartilhamento de alimentos, sementes, água e outros recursos materiais ou simbólicos para apoiar uma jovem família ou aquela mais necessitada. Ou, ainda, as relações de ajuda mútua são realizadas para a promoção de melhorias das condições de vida de toda a coletividade.

 

Foi resgatando e reforçando essa cultura de partilha e da economia da solidariedade que as dinâmicas que compõem a Articulação do Semiárido Paraibano (ASA-PB) vêm disseminando novas práticas de cooperação e ajuda mútua, baseadas em construções comunitárias mais estruturadas de crédito para aquisição de bens, os Fundos Rotativos Solidários (FRS). Para a ASA-PB, os FRS constituem uma importante ferramenta de democratização das inovações técnicas e organizativas justamente por se apoiarem nos laços sociais e na lógica de partilha presente nas comunidades rurais.

 

Como num folheto de cordel, agricultores e agricultoras contam como os fundos rotativos foram se tornando um meio para o fortalecimento dos processos de desenvolvimento comunitário, um suporte ao financiamento da transição agroecológica das unidades familiares de produção. E mais, contam como os fundos solidários têm se mostrado um instrumento pedagógico poderoso que permite o aprendizado do exercício da cidadania.

Postado em Fotos e Vídeos | dentro de com os temas e as tags , , , , 2 Comentários

Encontro de formação sobre os Fundos Rotativos Solidários

Agricultores familiares, representantes de Sindicatos de Trabalhadores Rurais (STRs) e do Polo da Borborema, e assessores da AS-PTA se reuniram no dia 30 de junho no município de Lagoa Seca (PB) para analisar coletivamente o papel que os Fundos Rotativos Solidários (FRS) cumprem na melhoria da qualidade de vida das famílias agricultoras do semiárido. O objetivo foi o de sensibilizar as comunidades quanto à importância dos FRS para a geração de renda, mas também para o fortalecimento da organização comunitária. A oficina foi a primeira das atividades que serão promovidas para manter um espaço permanente de debate sobre os FRS.

Postado em Notícias | dentro de com os temas e as tags , , , Comentar

Seminário estadual Fundos Solidários: Gerando Riquezas e Saberes

Aproximadamente 200 pessoas de todas as regiões da Paraíba e de outros estados brasileiros se reunirão às 8h do dia 07 de abril no auditório de Extensão da UFCG para participarem do Seminário Estadual Fundos Solidários: Gerando Riquezas e Saberes.

Postado em Notícias | dentro de com os temas e as tags , , Comentar