Embrapa inicia estudo para linha de pesquisa em agricultura urbana

ag_urbanaUma parceria inédita entre a Embrapa e entidades voltadas para a agricultura urbana poderá resultar na abertura de uma linha de pesquisa no órgão com foco nesse tipo de produção.

O primeiro passo nesse sentido aconteceu no dia 24/05, quando foi realizada na Embrapa Agrobiologia, em Seropédica, no Rio de Janeiro, uma reunião visando à construção de uma agenda comum para pesquisa em agricultura urbana.

Além de representantes da Embrapa, participaram do encontro pesquisadores da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, agricultores vinculados à Rede Carioca de Agricultura Urbana e a equipe técnica do Programa de Agricultura Urbana na AS-PTA.

Durante a reunião, foi realizado um levantamento inicial das principais demandas dos agricultores urbanos sobre manejo de solos, aproveitamento de espaços reduzidos, irrigação (aproveitamento de água de chuva), entre outros temas.

Essa linha de pesquisa vem se somar a outros projetos conjuntos, frutos de uma longa parceria entre a AS-PTA e a Embrapa Agrobiologia para transferência de tecnologias nessa área.

Na opinião da Marta Ricci, pesquisadora que representou a Embrapa na reunião, os benefícios de uma linha de pesquisa como esta são múltiplos. “O cultivo de hortas urbanas traz a melhoria da condição alimentar e nutricional das populações de baixa renda, a geração de renda e trabalho para muitas famílias, e a redução de gastos com a compra de alimentos”. Além disso, acrescentou, “é promotora da economia solidária, praticada por populações carentes e vulneráveis, que se organizam coletivamente em cooperativas de coleta e reciclagem de lixo, em redes de produção, comercialização e consumo etc”. Por último, a engenheira agrônoma lembrou que esses cultivos “auxiliam na manutenção de áreas verdes, no aumento da absorção de águas pluviais e na melhoria do microclima, mitigando o efeito das ´ilhas de calor´ nas grandes cidades”.

A ideia é que se abra uma linha de pesquisa que contribua para o planejamento da produção dos cultivos orgânicos mais adequados à Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

“Além do caráter inovador dessa iniciativa, é importante ressaltar que essa agenda está sendo elaborada de forma participativa, mediante a consulta a agricultores urbanos”, resumiu Marcio Mendonça, coordenador do programa de Agricultura Urbana da AS-PTA.

::

Isto foi postado em Notícias dentro de e com as tags ,
Imprimir Este ArtigoFaça um comentárioCompartilhe no Facebook

Um comentário

  1. J. Flamarion P. Silv
    Postado 14 de junho de 2016 às 21:52 | Permalink

    A EMBRAPA acerta mais uma vez. O Povo brasileiro não sabe ainda o quanto deve a essa Empresa cujo trabalho de pesquisa e formação de pessoal altamente qualificado vem realizando desde 1973. Nela trabalhei por 14 anos e tenho orgulho de ter deixado lá uma modesta colaboração pelo seu desenvolvimento.

Postar um comentário

Seu email nunca vai ser compartilhado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login with Facebook

*
*

Você pode usar estas tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *