Jovens do Polo da Borborema na Paraíba discutem divisão justa do trabalho doméstico

Campanha pela justa divisao do trabalho domésticoDurante a programação da 5ª Feira Agroecológica e Cultural da Juventude Camponesa, realizada neste dia 25 de agosto e organizada pela Comissão de Jovens do Polo da Borborema, foi feito um lançamento da Campanha pela Divisão Justa do Trabalho Doméstico. A Campanha é organizada pela Rede Feminismo e Agroecologia do Nordeste. Na Paraíba a iniciativa está sendo articulada pelo GT Mulheres e Agroecologia da Articulação do Semiárido Paraibano (ASA Paraíba).

Dentro da programação cultural da feira, através de uma encenação teatral, Maria do Socorro Santos e Edson Possidônio, assessores técnicos da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia, incorporaram Rita e Antônio, um casal de agricultores que encontrou o caminho para superar a sobrecarga de trabalho doméstico sobre a mulher e descobriu que, dividindo as tarefas dentro da casa, cada um fazendo uma coisa, sobra mais tempo de lazer para passarem juntos.

Cansada de tanto trabalhar no roçado e dentro de casa assumir todas as tarefas domésticas, Rita resolve chamar o marido para uma conversa. Campanha pela justa divisao do trabalho domésticoApós explicar que Antônio deveria sim, arrumar a cama, tirar da mesa e lavar a sua própria xícara, por exemplo, ele se convence, mas questiona a plateia: “Eu até posso fazer, mas e o meus amigos, o que vão dizer de mim?”. Ao que o público da feira grita: “Você é casado é com Rita, não com seus amigos!”, “O ‘bigulinho’ não cai!”. E assim a esquete termina, com os dois se abraçando e planejando o que fazer com o tempo livre que terão a partir de então. Ao final da esquete, o jovem Eduardo Muniz, liderança do município ressalta a importância desse debate: “Esse debate é mais do que necessário para nós homens. Precisamos discutir sobre isso em nossas casas, com nossos irmãos, com nossos pais, com nossos amigos. Lá em casa mesmo, tenho minhas tarefas e se não fizer, mainha me cobra.”

A feira é uma realização da Comissão de Jovens do Polo da Borborema, uma articulação de 14 sindicatos de trabalhadores rurais da região da Borborema, que atuam há mais de 20 anos em parceria com a AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia.

Campanha pela justa divisao do trabalho domésticoO objetivo das Feiras Agroecológicas e Culturais é dar visibilidade ao trabalho dos jovens agricultores, valorizando a sua contribuição na agricultura familiar, além de servir de espaço onde os jovens podem exercitar a atividade de comercializar seus produtos. A feira é co-realizada pela EcoBorborema, associação que reúne agricultores feirantes do território de atuação do Polo da Borborema e é responsável pela rede de 12 feiras agroecológicas existentes atualmente.

O lançamento estadual da Campanha na Paraíba está previsto para o dia 21 de setembro com um dia de programação em Campina Grande.

 

 

Isto foi postado em Notícias dentro de com os temas
Imprimir Este ArtigoFaça um comentárioCompartilhe no Facebook

Postar um comentário

Seu email nunca vai ser compartilhado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login with Facebook

*
*

Você pode usar estas tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *