Comissão da Batata Agroecológica da Borborema faz a entrega de 30 toneladas de batata-sementes

Cerca de 200 famílias agricultoras de nove municípios da região da Borborema receberam na tarde desta terça-feira (16), 30 toneladas de sementes de batata agroecológica da variedade Electra. As sementes estavam armazenadas desde outubro do ano passado em quatro contêineres na Unidade Frigorífica de Esperança-PB e haviam sido adquiridas pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca – Sedap, do Governo da Paraíba.

A compra atendeu a uma solicitação da Comissão Territorial da Batata Agroecológica, articulação formada desde 2011 por organizações não governamentais, sindicatos de trabalhadores rurais, entidades de assistência técnica e extensão rural, universidades e instituições de crédito. A solenidade de entrega aconteceu na Unidade Frigorífica e contou com as presenças de representantes da Sedap, do Polo da Borborema, da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia, da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária – Empaer e da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB.

Na ocasião, foram assinados e entregues os termos de recebimento a um representante de cada um dos nove municípios. As sementes de batatinha vão beneficiar famílias agricultoras agroecológicas de Areial, Arara, Esperança, Massaranduba, Montadas, Lagoa Seca, Lagoa de Roça, Remígio e Puxinanã.

Robson Alves, do Sítio Retiro, em Lagoa Seca, foi um dos atendidos. Ele conta que planta batatinha desde os oito anos de idade e viu o cultivo passar por diversas fases na região, de cultura de renda com uso intensivo de veneno, passando pelo seu declínio e até o ano de 2011 com a mobilização pela revitalização. “Robinho” como é mais conhecido, diz que está animado para plantar as sementes recebidas assim que caírem as próximas chuvas e que já tem um quarto de hectare preparado para o plantio totalmente livre de veneno e adubação química: “Eu planto agroecológico desde 1998, é muito mais vantajoso para mim, tanto porque eu consigo um preço melhor, como porque eu sei que estou produzindo algo bom, um alimento saudável para minha família e que respeita o meio ambiente”.

Armazenamento das sementes e da produção

Durante a solenidade, várias lideranças do Polo da Borborema, que por sua vez integra a Comissão Territorial da Batata Agroecológica, reafirmaram a importância da parceria com o poder público e cobraram a continuidade da renovação dos estoques de batata-semente e ainda o investimento em uma unidade frigorífica.

Zeneide Granjeiro, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Areial-PB e integrante da Coordenação do Polo da Borborema, falou sobre a importância da cultura da batatinha para a região e das necessidades que os agricultores têm para avançar na produção: “Posso dizer que de batatinha eu entendo, pois fui criada nos campos de batata. Sentimos bastante quando houve a queda da cultura da batata com a época do frigorífico fechado. Mas não só pela saudade da cultura, mas pela oportunidade de renda que ela traz, a batatinha tem uma importância econômica enorme para essa região e por isso, precisamos da sensibilidade do governo do estado pois precisamos de uma câmera frigorífica para termos uma segurança na nossa produção”, disse.

“Nós precisamos não só da refrigeração para a nossas sementes, mas também para o nosso produto. A batatinha é uma cultura de ciclo muito curto e se a gente pudesse garantir o armazenamento também da nossa produção, teríamos como garantir a permanência da oferta da batatinha nas feiras por muito mais tempo”, acrescentou Anilda Batista, do assentamento Oziel Pereira, município de Remígio-PB e coordenadora da EcoBorborema Associação que reúne produtores agroecológicos no território de atuação do Polo da Borborema.

Em sua fala, Efraim Morais, secretário da Sedap, se comprometeu com a renovação dos estoques de batata-semente e com o aluguel de contêineres por mais três meses após a safra. O secretário tratou ainda da reivindicação dos agricultores de reconstrução da câmara frigorífica existente no município de Lagoa Seca. Ele garantiu o envio de uma equipe técnica ao local nos próximos dias para avaliar e fazer um levantamento de custos a serem enviados para o governador João Azevedo (PSB-PB). “Esse levantamento é importante para que eu possa levar ao governador, não como um pleito nosso, mas como uma solicitação de vocês”, finalizou.

Isto foi postado em Notícias dentro de com os temas ,
Faça um comentárioCompartilhe no Facebook

Postar um comentário

Seu email nunca vai ser compartilhado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Login with Facebook

*
*